Beverly Marsh

Beverly Marsh

beverly-marsh-terror-nefasto-01Beverly Marsh é um dos membros do The Losers ‘Club. Ela também foi amiga de Richie Tozier, Mike Hanlon, Eddie Kaspbrak, Ben Hanscom e Stan Uris. Juntos enfrentaram e derrotaram A Coisa.

1958

O coração queima também – Ben Hanscom (filme)
No livro, Ben Hanscom escreveu um poema em um cartão postal e enviou-o para Beverly. Ben se apaixonou por Beverly em sua infância e é novamente na idade adulta durante a segunda batalha com A Coisa.

A Maldição de Derry 
Em um ponto da infância, Beverly foi assediada sexualmente por Henry Bowers e seus amigos.

Quando Beverly voltou da escola, Henry Bowers, Victor “Vic” Criss e Reginald “Belch” Huggins tiveram a oportunidade de atacá-la. Um dos amigos de Henry a acariciou e o outro segurou uma faca perto de seu pescoço e Henry segurou-a, beijando seu rosto enquanto brincava com seus cabelos. Beverly assustada, viu um dos vizinhos, um velho arrumando o gramado. Ele examinou Beverly e voltou para sua casa como se nada estivesse acontecendo.

No entanto, seu pai chegou em casa cedo do trabalho, fazendo com que Henry Bowers e sua gangue parassem de abusar sexualmente Beverly. Em 1985, Beverly revelou aos perdedores que aquela foi a única vez que ela realmente ficou feliz por ver o pai.

The Apocalyptic Rockfight

Enquanto Beverly e os Perdedores estão discutindo sobre o quão poderosa é A Coisa , um menino chamado Mike Hanlon está sendo perseguido por Henry Bowers por ser negro. Quando Mike dirige-se para onde os perdedores estão, ele se esconde por trás deles. Henry e seus amigos, Vic Criss, Belch Huggins, Moose Sadler, Peter Gordon, Gard Jagermeyer e Patrick Hockstetter estão cara a cara com os perdedores. Os dois grupos se envolvem em uma guerra de pedras. No fim, todos (exceto Mike) estão feridos, mas vivos. Henry é o último em pé. Seus amigos fugiram da briga. Henry jura vingança aos perdedores dizendo que vai matá-los. Mike agradece aos perdedores e ele se junta a eles como o sétimo e último membro.

O banheiro

Beverly vive seu primeiro encontro com A Coisa no banheiro de sua própria casa. Ela ouve vozes subindo do ralo da pia e quando ela se aproxima, ela descobre que são as vozes de crianças que já tinham morrido. Todos foram supostamente mortos pela Coisa. No entanto, A Coisa mosta sua face quando para de simular as vozes das crianças mortas e fala com sua própria voz e ameaça Berverly com seu mantra “Nós todos flutuamos aqui!”. Um objeto vermelho, semelhante a um balão, sai do ralo explode, jogando sangue por todo o banheiro.

Beverly começa a gritar e atrai a atenção de seu pai. Ele entra, acreditando que alguem estava espiando sua preciosa filha. Ela percebe que o pai não vê o sangue que cobre o banheiro e decide dize-lo que se assutou porque viu uma aranha grande.

O sangue não some e ela mostra para os amigos que a ajudam a limpar.

1985

Em Chicago, Illinois, a designer de moda Beverly Marsh recebe uma mensagem de sua secretária. Seu parceiro e namorado, Tom Rogan, reclama dizendo que eles não podem ser interrompidos e que ela tem que se concentrar para um encontro com investidores japoneses.

A reunião vai bem e naquela noite, Tom e Beverly celebram na cama. Tom vai pegar champanhe e o telefone toca. É Mike, e ele diz para ela se preparar. Um minuto depois, Tom entra e pergunta quem era no telefone e vê uma mala de Beverly já feita. Ela explica que ela tem que ir ao Maine e menciona Mike. Tom imediatamente a agride e diz a ela para calar a boca, perguntando se ela esqueceu suas lições. Ele tira um cinto do guarda-roupa e se prepara para agredi-la. Beverly diz para largar o cinto e que há problemas no Maine. Quando ele ordena que ela desfaça as malas, Beverly começa a jogar nele todas as coisas que estavam sobre a cômoda e finalmente o atinge na cabeça com uma jarra. Ela sai e pega um táxi para o aeroporto.

Sra. Kersh, a bruxa e a casa abandonada

Beverly chega na cidade e vai para a sua antiga casa. Ela vê o nome de seu pai (Marsh) escrito ao lado da campainha, mas quando ela toca, uma mulher idosa atende. Ela se apresenta como a Sra. Kersh, que diz a Beverly que Alvin Marsh está morto há cinco anos. (Um tanto estranho Beverly nunca ter sido informada sobre a morte de seu próprio pai). Beverly verifica novamente a campainha e percebe que ela aparentemente confundiu e que o nome escrito na verdade é Kersh. Ela se desculpa e a Sra. Kersh a convida para o chá. Beverly aceita e descobre que o lugar foi totalmente redecorado. Ela vai ao banheiro para se refrescar e olha para o ralo. Ela abre a torneira um pouco e então a Sra. Kersh chama por ela, perguntando por que está demorando tanto tempo. Beverly vai tomar o chá com a Sra. Kersh. Beverly percebe que os dentes da mulher estão apodrecendo e descobre que seu chá se transformou em sangue. Ela derruba a xícara e percebe que estava certa ao ver “Marsh” escrito na campainha. Quando a Sra. Kersh recolhe a xícara do chão, ela diz a Beverly que seja esperta e para sair enquanto pode. Transformando-se na imagem do pai morto de Beverly, “Sra. Kersh” persegue Beverly até a porta. Beverly consegue sair e ao chegar na rua se vira para ver Pennywise na varanda. Rindo, ele entra e bate na porta. Beverly escapa por um triz de um caminhão que passa na rua e ao olhar novamente para a casa, percebe que a casa na realidade está abandonada há muito tempo. Um balão está flutuando ao lado dela, e salta pela rua por conta própria.

The Loser’s Reunidos

Beverly finalmente chega ao restaurante chinês em que todos concordaram em se encontrar, mas desmaia subitamente. Quando ela acorda, ela explica que muitas lembranças voltaram de uma só vez, esmagando-a, e ela se pergunta no que estão se metendo. Ela abraça Ben, mas depois vai para Bill e o beija. Eles admitem que todos viram Pennywise. Quando Beverly menciona os esgotos, Eddie tem um flash de memória de ter enfrentado Pennywise nos esgotos, usando seu aspirador de asma. Ele tem um ataque de asma e se pergunta o que está acontecendo, e depois se desculpa pela explosão histérica. Bill lembra-lhe que ele salvou a vida de Stan, e eles se perguntam onde Stan está. Mike sabe que ele estará lá logo. Bill quer começar a trabalhar, mas Richie sugere que eles relaxem um pouco e eles compartilham um brinde com The Losers ‘Club

Os cinco amigos jantam e falam sobre suas vidas e como nenhum deles ainda tem filhos. Eles se lembram de Henry Bowers, e Mike explica que Henry foi preso na prisão psiquiátrica Juniper Hills desde que ele confessou os assassinatos de todas as crianças em 1958.

Os perdedores terminam o jantar e recebem seus biscoitos de fortuna. O biscoito da fortuna de Beverly pulveriza sangue sobre ela, Eddie encontra um grilo em seu biscoito da fortuna, o biscoito da fortuna de Richie contém um globo ocular vivo olhando diretamente para ele, o biscoito da fortuna de Ben cresce garras, o biscoito da fortuna de Mike contém um pequeno embrião de pássaros moribundos e o biscoito da fortuna de Bill pulsaram sinistramente. Bill manda que finjam que nada está acontecendo, já que a garçonete não consegue ver o que está acontecendo. Eles disseram a ela que Eddie teve um ataque de asma e que tudo está bem. Quando ela sai, eles correm para fora do restaurante.

Os perdedores vão à biblioteca e eles vêem o sangue do encontro de Richie com Pennywise e os balões explodindo de sangue, e Beverly lembra de limpar o sangue no banheiro. Mike liga para a casa de Stan para ver se ele está a caminho de Derry e eles recebem a triste e arrepiante notícia de que Stan Uris cometeu suicídio logo que Mike o ligou pela primeira vez para dizer-lhe para voltar para Derry. Atordoados, o resto dos perdedores se sentam na biblioteca e lembram seus últimos momentos com ele. Bill lembra que Stan foi o último deles a ver A Coisa naquele verão. Eddie diz que Stan viu “luzes mortas” no esgoto. Então decidem que eles precisam de uns drinque. Mike vai à geladeira para ver o que tem. Balões flutuam e Mike se apavora. Na geladeira está a cabeça cortada de Stan. Ele começa a insultar cada perdedor, um por um. Aos poucos a voz de Stan se transforma na voz horrível de Pennywise. “Todos flutuam! Todos eles estão em paz!” Com raiva, Mike, que se sente culpado pela morte de Stan, fecha a porta. De repente, um vento perigoso chicoteia na biblioteca, livros vêm voando das prateleiras e começa a chover . Os Perdedores formam um círculo rápido e agarram as mãos, usando seu poder para combater a “tempestade”. Quando A Coisa pára, Richie diz que já viu o suficiente e pergunta se podem encontrar outro lugar para conversar.

Os outros concordam e Mike pede ajuda para limpar o lugar. De repente, Bill percebe que a máquina de escrever digitou uma página durante a louca tempestade. Ele puxa a folha de papel digitado e olha fixamente. Beverly pergunta o que houve. É a rima que Bill usava quando criança para ajudar com sua gagueira: “Ele empurra os punhos contra os postes e ainda insiste que vê fantasmas”.

Os perdedores vão ao Derry Inn Motel, onde estão hospedados, enquanto Mike explica que a cada 30 anos, há uma série de mortes de crianças que terminam em um grande desastre ou massacre.

O disfarce da Coisa e a morte de Henry Bower

Beverly vai para o quarto dela para encontrar Ben que recita o haiku que ele a deu na escola. Quando ele termina, ela diz que sabia que era ele quem o enviou e o beija. Ela diz que estava esperando até que eles estivessem prontos e se beijassem. No entanto, Ben olha no espelho e percebe que seu rosto está coberto de maquiagem de palhaço e “Beverly” está usando calças de palhaço largas.

Enquanto isso, Henry tenta acabar com Mike, quando Ben e Eddie ouviram o barulho e derrubam a porta. Na luta Henry é esfaqueado no peito e morre. Ben e Eddie chamam os outros e o levam para o hospital no carro de Stan.

Coração de um poeta

Na manhã seguinte, eles esperam pelo médico e Ben e Beverly esperam do lado de fora. Quando Beverly começa a chorar, Ben a conforta. Beverly conta que namorou um homem que acabou sendo como seu pai e se pergunta como poderia ser tão cega. Ben assegura-lhe que ela não é mais cega, e que pelo menos ela se apaixonou por alguém. Ela se lembra que ele escreveu o haiku e o repete, e Ben se se afasta assustado, tentando entender se é ela mesmo ou Pennywise. Beverly o segura e insiste que é ela, e eles  se abraçam enquanto ela termina de recitar o haiku. Enquanto eles se beijam, Eddie sai e os chama. O médico diz que Mike ainda não está fora de risco, mas ele está se recuperando e eles podem vê-lo em um minuto.

Com Henry morto, A Coisa assume a tarefa de matar os perdedores por conta própria. Enquanto isso, Audra segue Bill para Derry, mas cai sob a influência das luzes mortas e fica catatônica. À medida que os cinco “Perdedores” restantes encontram o caminho para o covil da Coisa, são recebidos por uma imagem fantasmagórica de Pennywise e desta vez ele revela sua verdadeira forma física: uma criatura enorme e hedionda como uma aranha. Em meio à batalha, Eddie é mortalmente ferido quando ele avança para salvar as vidas de Ben, Richie e Bill. Mais uma vez, Beverly é capaz de usar o estilingue na criatura. Ben, Beverly, Richie e Bill confortam o ferido Eddie, que morre nos braços de seus amigos. Na sua raiva, Ben, Richie, Bill e Beverly matam A Coisa para sempre.

Informações Biográficas
Nascimento: 1947
Idade: 14
Também conhecida como:
Bev (pelos amigos),
Bevvy (por seu pai),
Informações familiares:
Alvin Marsh (pai)
Elfrida Marsh (mãe)
Bill Denbrough (namorado)
Ocupação: Estilista
Interpretada por:
Emily Perkins (criança, 1990)
Annette O’Toole (adulta, 1990)
Sophia Lillis (criança, 2017)