Tábua de Esmeralda por Hortulanus – Capítulo IV

O correto estudo da Tábua de Esmeralda da Alquimia por Grasseus (Hortulanus) é vital para a compreensão do Hermetismo.

Dando continuidade à leitura da Tábua de Esmeralda da Alquimia por Grasseus, vamos analisar o capítulo IV da mesma obra.

Para ler o capítulo III clique aqui.

Tábua de Esmeralda da Alquimia por Grasseus – Capítulo IV

A pedra tem pai e mãe, que são o sol e a lua.

Como observamos que um animal naturalmente engendra inúmeros outros animais semelhantes a ele: assim o sol engendra artificialmente o sol, pela virtude da multiplicação da pedra. Eis porque daí se segue que, O sol é dela o pai, quer dizer, do ouro dos filósofos. E para que em todas as gerações naturais, deva haver um local próprio para a recepção das sementes, de conformidade e alguma semelhança com a parte; assim, é precioso que nessa geração artificial da pedra, o sol tenha uma matéria que seja como uma matriz própria para receber seu esperma e sua tintura. E isso, é a prata dos filósofos. Eis porque, daí se segue, e a lua é a sua mãe.

Clique aqui para ler o Capítulo V.

#nefasto


Pela Redação do Nefasto – Foto Google